top of page

XX Fórum de Segurança


Realizamos mais um simpósio em conjunto com o HotéisRio. O XX Fórum de Segurança que aconteceu no último dia 28 de junho, no eSuites Hotel Recreio Shopping, reuniu as principais forças de segurança do nosso estado para tratar do tema “segurança”, um assunto que merece total atenção por parte de todos – poder público e sociedade civil.


Abriram o encontro à mesa de apresentação Alfredo Lopes, presidente da ACIR e HotéisRio; Cláudio Caiado, deputado estadual; Raphael Lima, subprefeito da Barra, Recreio e Vargens; e o jornalista Cláudio Magnativa.


Alfredo Lopes deu início ao fórum agradecendo a presença da sociedade e autoridades, além da Recordtv, uma grande parceira na área de comunicação. “Obrigado por estarem aqui. Quero agradecer às autoridades e em especial a Recordtv, que tem sido nossa parceira e das demais entidades aqui pressentes.” O presidente da ACIR e HotéisRio ainda alertou sobre o reflexo da violência no nosso dia a dia. “Afinal, a violência tem reflexo direto no desenvolvimento econômico da nossa cidade, e mais de perto, no bem-estar das nossas famílias”, disse Alfredo.


Todos na mesa de mostraram extremamente preocupados com a questão da segurança em nossas ruas. O deputado Cláudio Caiado aproveitou sua fala para explanar a respeito do trabalho que tem buscado desenvolver a partir de seu gabinete. “Precisamos mostrar resultado para a população, temos aqui programas como o Bairro Presente que estão dando resultados significativos e estamos lutando diariamente para aumentar o contingente de policiais. Tenho lotado no meu gabinete, policiais que no dia a dia conversam conosco para falar sobre a segurança da região, o governador apoia muito essa luta”, disse Caiado.


Já o subprefeito da região, Raphael Lima, explicou a importância do trabalho conjunto levantado pelo deputado em sua fala, apontando a parceria entre ambos: “a importância do trabalho entre a Prefeitura e o Governo é importante independente do apoio político. Essa é uma pauta muito levantada pelo prefeito Eduardo Paes, não importa quem o prefeito ou governador apoie, o trabalho precisa acontecer sempre em parceria”. Ele ainda ilustrou sua fala mostrando alguns pontos realizados com a parceria: “sabemos que prefeitura não tem papel de polícia, no entanto ela pode sim ajudar a manter os locais mais seguros. Com isso, fizemos a troca de toda a iluminação do bairro para as luzes de led. Mas não só isso, também incluímos e alinhamos novos postes. Só na área da Reserva foram incluídos 200 pontos de luz, o que gera uma maior segurança. Nos últimos anos, não escutamos mais sobre termos estações de BRT queimados, porque estamos tendo o apoio da polícia nas estações. São mais de 2 mil prisões nos BRTs no último ano. Também temos mais de 3 mil demolições de casas e prédios irregulares em toda a cidade.”, disse Raphael.


Após a fala da mesa foram convidados os representantes da Polícia Militar, Civil, Guarda

Municipal e Corpo de Bombeiros.


Os oficiais apresentaram os pontos mais importantes e as dificuldades do trabalho de cada órgão. Contudo, embora o notório crescimento da criminalidade em todo o estado, o subsecretário operacional da polícia militar, coronel Rogério Lobasso mostrou que o trabalho

que vem sendo realizado pela PM vem surtindo resultado de acordo com os estudos realizados pela corporação.


Com isso, em um comparativo mostrado temos uma baixa de 2018 em relação ao ano de 2022 sobre a letalidade violenta que passou de 6 mil para 4 mil casos, assim como o roubo de veículo que de 52 mil desceu para 25 mil e o roubo de rua de 130 mil para 62 mil. Contudo, um ponto levantado pelo subsecretário é em relação a apreensão de fuzil. O armamento que faz parte de um equipamento de guerra vem entrando constantemente no estado. A polícia vem fazendo apreensões quase diárias desse tipo de arma, contudo os números de 2022 assustam, uma vez que foram presos cerca de 352 fuzis. “É um número preocupante, uma vez que estamos falando de uma arma de guerra, não fabricada no Brasil e que temos praticamente um fuzil preso por dia. Esse é poder bélico que a polícia precisa combater”, explica o subsecretário


Tão importante quanto promover fóruns de segurança, é evidenciar para a sociedade que estamos preocupados com os rumos do estado, bem como, zelamos pelo bem-estar da comunidade e entendemos a importância da redução da criminalidade para o fortalecimento econômico do Rio de Janeiro.

7 visualizações0 comentário
bottom of page