top of page

XX Fórum do Meio Ambiente.


No dia 25 de outubro, o XX Fórum de Meio Ambiente da Zona Oeste reuniu líderes e membros da sociedade carioca para discutir questões cruciais relacionadas ao desenvolvimento sustentável da região. O evento, realizado em parceria entre HotéisRIO (Sindicato dos Meios de Hospedagem do Município) e a ACIR (Associação Comercial e Industrial da Região do Recreio e Vargens), trouxe à tona uma série de tópicos de extrema importância para o futuro do Rio de Janeiro, indo além das fronteiras de Vargens, Recreio e Barra. Entre os assuntos em destaque estiveram o emissário submarino, coletor da Dulcídio Cardoso e a dragagem das lagoas da Barra e Jacarepaguá.


O diretor da ACIR, Marco Paes, enfatizou a importância das ações da Iguá (Companhia de

Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário) para o desenvolvimento próspero da região da Zona Oeste. Destacando a significativa obra de dragagem no Complexo Lagunar da Barra e de Jacarepaguá. Paes ressaltou que esta iniciativa não beneficia apenas Vargens, Recreio e Barra, mas sim toda a população carioca. As lagoas da Tijuca, Jacarepaguá, do Camorim, de Marapendi, e o Canal da Joatinga serão diretamente impactados positivamente por essa ação.


A melhora na qualidade das águas dessas lagoas não só contribuirá para a preservação do meio ambiente, mas também criará uma nova atração turística na cidade do Rio de Janeiro. A região da Zona Oeste é conhecida por sua beleza natural, caracterizada por deslumbrantes lagoas, e a iniciativa de dragagem permite que esse potencial natural seja apreciado de maneira sustentável. A associação reconhece que é possível e necessário conjugar crescimento econômico com a preservação do meio ambiente e que esse é o tipo de desenvolvimento responsável que todos desejam para a região.


Carlo Caiado, presidente da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, destacou a importância da cooperação entre diversos órgãos da administração pública e a sociedade civil para alcançar resultados significativos. Ele mencionou a recente visita conjunta com o subprefeito ao Terreirão como um exemplo prático dessa colaboração.


Além da atuação da Iguá, o subprefeito da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Vargens, Raphael Lima, compartilhou as ações da prefeitura. Ele destacou a importância da conservação do meio ambiente como um trabalho contínuo e enfatizou a necessidade de ações preventivas. Um exemplo disso é a obra de dragagem do Rio Morto, que demonstra o compromisso da administração pública com a sustentabilidade.





No painel de discussão, Eduardo Dantas, diretor-geral da Iguá no Rio de Janeiro, apresentou as ações da empresa, que atende a uma grande parcela da população carioca. A melhoria no tratamento de esgoto e a captação eficiente de recursos são apenas alguns dos resultados que demonstram o compromisso da empresa com a qualidade de vida dos cidadãos.


Gabriel Taubman, coordenador de Engenharia da Iguá, ressaltou os investimentos significativos na recuperação do Complexo Lagunar da Barra da Tijuca e Jacarepaguá. Esses investimentos, da ordem de R$ 250 milhões, terão um impacto direto na qualidade das águas e na vida da fauna local. Além disso, a reforma do coletor da Dulcídio Cardoso é outra ação importante que beneficiará cerca de 215 mil habitantes, evitando infiltrações nos lençóis freáticos e melhorando a qualidade do saneamento básico.


As discussões no Fórum de Meio Ambiente da Zona Oeste e a colaboração entre diferentes setores da sociedade demonstram o esforço conjunto entre a ACIR e diferentes órgãos em direção a um desenvolvimento sustentável. O exemplo de parceria entre entidades, empresas e órgãos públicos ilustra a visão de um Rio de Janeiro que possa prosperar ao mesmo tempo em que preserva sua rica herança ambiental.


Clique aqui para ver a matéria que foi ao ar na RecordTV, na íntegra.

19 visualizações0 comentário

ความคิดเห็น


bottom of page